• screen 1
  Como Ajudar
  Finanças
  Galeria de Fotos
  Galeria de Vídeos
  Localização
  Notícias
  O que fazemos
  Parceiros Nucap
  Quem somos
 

Nucap é referência nacional - Rede Globo

Do G1 Sul de Minas

Um projeto desenvolvido em Varginha (MG) faz com que presos possam voltar a conviver com os filhos. Nele, 26 detentas e sete presos trabalham e passam o dia com os iflhos no Núcleo de Capacitação Para a Paz (Nucap). Na parte da manhã, as crianças recebem café da manhã, atendimento de psicólogas, médicos e professores e dão aulas de reforço, na parte da tarde, vão à escola e são levadas pelo núcleo.

O projeto, criado por um casal de Varginha, foi selecionado para concorrer ao Prêmio Innovare. O concurso premia e divulga práticas inovadoras do Poder Judiciário, do Ministério Público e da Defensoria Pública.

Nesta edição, o projeto da cidade está concorrendo com 417 trabalhos desenvolvidos no país, 39 só em Minas Gerais. A ação indicada é o projeto “Mães que cuidam”, parte do Núcleo de Capacitação para a Paz (Nucap), que trata-se de uma iniciativa independente de qualquer vínculo político ou administrativo.

Na prática

Elidiane das Graças Firmino é uma das contempladas com o projeto. No Nucap ela pode ver e matar a saudade do filho. “Fiz um desenho para minha mãe, que eu amo muito”, diz o filho. “
"Aqui é bom porque eu posso vê-lo, matar a saudade, ficar mais tempo junto”, diz.

Já a detenta Íris Maria de Abreu cumpre pena de oito anos e graças ao projeto ela consegue acompanhar de perto o crescimento dos dois filhos, de sete e nove anos. “Hoje sou uma nova mulher. Eu vi o que é ser mãe”, desabafa. E toda essa mudança deve-se a um trabalho voluntário que começou dentro do presídio.

A coordenadora do projeto Angela Mara Toledo conta que os sucesso é expandir ainda mais, agora que o núcleo tem uma sede. “Aqui elas recebem apoio psicológico, passam por assistentes sociais, enfermeiras e as crianças tem ainda um reforço escolar”, relata. A enfermeira Eliane Aparecida dos Santos também comenta o sucesso da iniciativa. “Criamos uma rede de parceria e damos as pessoas a oportunidade de se recuperar e se habilitarem”, diz.

O juiz de execuções criminais Oilson Hoffmann declara que tem percebido as mudanças que o projeto proporciona. “A iniciativa traz resultados palpáveis e temos que fazer isto mesmo, investir nas crianças”, afirma.

O trabalho ultrapassa os limites físicos e ganha as ruas de forma natural. Para as atendidas pelo projeto, o sentido de liberdade está em poder conviver com os filhos. Um sentido que alguns pais já estão conquistando o direito de ter também.

Por meio do Nucap, os detentos ajudam a reformar e manter o núcleo e o trabalho traz recompensas como a redução da pena e também o contato com os filhos, algo que para o detento Rodrigo Leopoldo Jesus representa força para encarar o tempo de pena. “A gente erra, mas eu quero voltar para cuidar dos meus filhos”, pontua.

A esposa dele, Rafaela Luz Storino também estava presa e foi atendida pelo projeto. Agora, em liberdade, tem outro pensamento. “Este é o momento de provar, não para a sociedade, mas para mim mesma, que podemos recomeçar a vida”, afirma.

E este é o sonho dos filhos também. “Quero que meu pai saia da cadeia para sempre, para ficarmos todos juntos”, diz o filho do casal. O resultado do prêmio Innovare será em outubro. As iniciativas vencedoras, além de ganharem um prêmio de R$ 50 mil servirão como exemplo em todo o país.



 

 
Data:
 
Data:

Nucap - Núcleo de Capacitação para Paz
Rua Nepomuceno, 229 - Jardim Andere - Varginha - MG  - CEP 37.026-340 - Tel.: (35) 3214-2189
nucap@nucapvarginha.org.br
www.nucapvarginha.org.br